sábado, abril 30, 2011

Pare de sofrer...

Antigamente quando eu lia “é necessário que o sofrimento venha!” Ou, “infalivelmente você vai sofrer", esse era o momento perfeito para eu abandonar a leitura. Procurava palavras de conforto e de força e achava esse discurso demasiado desanimador. Hoje vejo que os escritores tinham razão.  Escrevo agora o que odiava ver escrito pelos outros. Não é o sofrimento que não surgirá, a maneira de encará-lo é que precisa mudar. adotar postura de vencedora é primordial.
Não é o mundo que fica colorido quando eu mudo! Sou eu, que passo a enxergar o colorido do mundo. A cor nunca saiu das folhas. O mar nunca mudou de cor e as flores não perderam a cor de que foram semeadas. Eu é que estava desanimada demais para percebê-las.
Ao conscientizar-me de minha verdadeira natureza, descubro forças que eu não conhecia.
Ao atravessar situações desfavoráveis, de cabeça erguida e descoberta, faça sol ou chuva, sentir-me ei fortalecida e imunizada. Viver passará a ser um grande acontecimento. Que merecerá velinhas acesas em cima de bolo de aniversario.
As dificuldades se estenderão enquanto persistirmos em fazer vista grossa aos problemas.
Parece bobagem, mas descobrir estas coisas óbvias faz uma diferença incrível. Continuo hoje as leituras, independente de o autor afirmar que o sofrimento virá, pois sei que ele está falando o óbvio e que basta apenas não ter medo de nada.
 Se acaso isso tudo estiver sendo lido por alguém que está infeliz neste momento, não esqueça: - nem tudo que parece sofrimento o é de fato! Alguns transtornos são passageiros, e vai durar o tempo que você desejar que durem!



sexta-feira, abril 29, 2011

Clarice Lispector

" Não posso perder um minuto do tempo que faz minha vida.


Amar os outros é a única salvação individual que conheço :

ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca."

domingo, abril 24, 2011

Pessoas que não gostam de pessoas, são as piores pessoas.

Deveriam ser proibidas de lidar com público.


Honestamente podiam ficar trancafiadas

São essas pessoas que contaminam o universo com seus azedumes

Pessimismos, má vontade, recalques, medos.

Geralmente gostam de espalhar seus cheiros fétidos

Caminham se esquivando para não encostarem-se

Mas deixam sempre o rastro de que passaram por ali.

Pessoas que não gostam de pessoas, geralmente são as piores pessoas.

Na minha opinião é claro!

Afinal, aqui partilho minhas opiniões.



quarta-feira, abril 20, 2011

Não Violencia

Por intermédio do meu amigo João Salem, recebi esse email maravilhoso e quis compartilhá-lo com um número maior que os do hotmail.
"Não fiquem com preguiça por ser um pouquinho extenso, valerá os segundos a mais gastos".
 - Colocarei essa mesma frase em destaque, em meus comentários, mas ela nasceu aqui.


"O Dr. Arun Gandhi, neto de Mahatma Gandhi e fundador do MK Institute, contou a seguinte história sobre a vida sem violência, na forma da habilidade de seus pais, em uma palestra proferida na Universidade de Porto Rico:

'Eu tinha 16 anos e vivia com meus pais, na instituição que meu avô havia fundado, e que ficava a 18 milhas da cidade de Durban, na África do Sul.
Vivíamos no interior, em meio aos canaviais, e não tínhamos vizinhos, por isso minhas irmãs e eu sempre ficávamos entusiasmados com possibilidade de ir até a cidade para visitar os amigos ou ir ao cinema.
Certo dia, meu pai pediu- me que o levasse até a cidade, onde participaria de uma conferência durante o dia todo.
Eu fiquei radiante com esta oportunidade.
Minha mãe me deu uma lista de coisas que precisava do supermercado e, como passaríamos o dia todo, meu pai me pediu que tratasse de alguns assuntos pendentes, como levar o carro à oficina.
Quando me despedi de meu pai ele me disse:
- Nós nos encontraremos aqui, às 17 horas, e voltaremos para casa juntos.
Depois de cumprir todas as tarefas, fui até o cinema mais próximo.
Distraí-me tanto - um filme duplo de John Wayne - que esqueci da hora e quando me dei conta já eram 17h30.
Corri até a oficina, peguei o carro e apressei-me a buscar meu pai.
Eram quase 18 horas quando cheguei e ele me perguntou ansioso:
- Porque chegou tão tarde ?
Eu me sentia mal pelo ocorrido, e não tive coragem de dizer que estava vendo um filme de John Wayne.
Então, lhe disse que o carro não ficara pronto, e que tivera que esperar.
O que eu não sabia era que ele já havia telefonado para a oficina.
Ao perceber que eu estava mentindo, disse-me:
- Algo não está certo no modo como o tenho criado, porque você não teve a coragem de me dizer a verdade. Vou refletir sobre o que fiz de errado a você. Caminharei as 18 milhas até nossa casa para pensar sobre isso.
Assim, vestido em suas melhores roupas e calçando sapatos elegantes, começou a caminhar para casa pela estrada de terra sem iluminação.
Não pude deixá-lo sozinho. Guiei por 5 horas e meia atrás dele, vendo meu pai sofrer por causa de uma mentira estúpida que eu havia dito.
Decidi ali mesmo que nunca mais mentiria.
Muitas vezes me lembro deste episódio e penso: se ele tivesse me castigado da maneira como nós castigamos nossos filhos, será que teria aprendido a lição?
Não, não creio, teria sofrido o castigo e continuaria fazendo o mesmo.
Mas esta ação foi tão forte que ficou impressa na minha memória como se fosse ontem.
Este é o poder da não-violência.’"
domingo, abril 17, 2011

Oração para Nossa Senhora

Falei ontem com minha mãe e confesso terminei nossa conversa preocupadíssima. Fiz o que pude para insuflar-lhe animo e coragem. Fiquei por horas recordando-lhe, o quanto odeia a morte. Aquela força estupenda e guerreira que se interpõe e se agiganta nela, quando falo a respeito da dita cuja, não apareceu. Ela estar doente, nem foi o que me preocupou, esse fato sim, deixou-me alienada.


Levantei conversando com Nossa Senhora; ela é sempre a presença que procuro, quando se trata dos meus amados mais queridos, pedi-lhe que, levantasse minha mãe daquela cama. Na verdade atormentei Nossa Senhora a noite inteira. Todos os meus sonhos sonhados, dessa noite, foram chorados. Levantei como se tivesse chorado chuvas tempestuosas. Creio ter orado a noite inteira, mesmo dormindo, e foram orações profundas e verdadeiras já que brotaram do subconsciente.

Não sei como funciona os pedidos ai em cima, mas gostaria de pedir-lhe que interceda por mim, junto ao Seu Filho, dizendo-lhe, que não chegou a hora de levar nossa mãe, pois ela vai fazer uma falta muito grande, não apenas para os filhos dela, mas para um montão de pessoas.

Mae querida deixa nossa mãe conosco, por muitos e muitos e muitos anos. Claro que com toda aquela força e vigor que lhe são peculiares. Principalmente com essa força, que se agiganta nela, quando falamos a respeito da morte. A morte e ela são inimigas naturais. Por isso mesmo Mãe do Céu, deixa ela aqui na terra, se não ela vai chegar ai  profundamente aborrecida. e a senhora sabe, ela aborrecida vira uma fera.

E já que escrevi toda essa carta para vós Nossa Senhora, vou aproveitar e postar. (pensei nisso agora).

Último recadinho: Quando for ler a carta para o Seu Filho, dá aquele tom Fernanda Montenegro, do "Alto da Compadecida", já que conhecemos o segredo não custa arriscar de novo. Seja como for, Ele nunca resiste aos seus pedidos. Ainda mais quando o assunto diz respeito à saúde de uma mãe.

Bjus amadinha e mais uma vez obrigada pelo empenho.



Basílica de Aparecida

quinta-feira, abril 14, 2011

Meninos e cães

                                         ( Lorenzo filho de Sintia)


O que se passa entre o menino e o cão?

Qual a linguagem que utilizam?

A do menino ou a do cão?

Quem foi que ensinou a linguagem do menino ao cão?

E a do cão ao menino?

Existe algo mais lindo que meninos e cães juntos?


                                                            Luna e Lorenzo



quarta-feira, abril 13, 2011

Recolha a Âncora




Conversava com uma amiga; por esse dispositivo aqui, a Internet, e fiquei sabendo que já se passou um ano de sua separação. No blog "Conversando com os homens" toquei nesse mesmo assunto, com outra abordagem, pois impressionou-me a dificuldade dela e de tantas outras amigas de se desvencilhar da sombra do ex. Foi então que comecei a recordar que alguns homens, sentem a mesma dificuldade das mulheres.

Que relacionamentos são esses, que alguns arrastam, como pesadas correntes, durante anos e anos, até já separados?

Geralmente os que mais sentem dificuldade em dar seguimento à sua vida, são aquelas pessoas de relacionamentos que duraram muitos anos. Não é a toa que durou tanto, ninguém queria passar o que esta passando agora.

Não podemos esquecer que viemos sozinhos a esse mundo, fomos encontrando pessoas nesse trajeto, isso não significa que elas não possam mudar de estrada, ou eu mudar.

bjus.

terça-feira, abril 12, 2011

Voar

No inicio era uma coisinha de nada

De repente começou a tomar forma

E passou a atrapalhar dormir de costas

E de uma noite para o dia seguinte

Elas estavam prontas

E comecei a usá-las imediatamente

Só tem dado trabalho esconder

as vigorosas asas.
domingo, abril 10, 2011

Homens que passam segurança

Toda mulher por mais moderna que seja, mais maluca que pareça. De namoro com o primeiro amor, como depois de milhares de amores. Todas querem homens que lhe passem segurança. Seja segurança financeira, ou da força física. Todas sonham com um homem que tenha competencia para retirá-la das chamas em dia de fogareu. Que saiba aplicar bem a respiração boca a boca em caso de nosso afogamento. Não sei qual a necessidade que temos de que nos passem essa segurança... Quando tiver uma resposta mais aprofundada repasso, por hora vim aqui para expor a foto do meu genro e nem vou apontar quem é ele, pois minha filha é muito ciumenta. Mas tambem vejam se esses homens não nos transmitem segurança.
Moral da história: A mulher sábia escolhe sempre um homem que lhe passe segurança. Daqueles com quem se tem certeza de que se cair no inferno ele a tirará de lá.
Não falo de força bruta e sei que todas (os) entenderam.
A foto abaixo não foi autorizada, e nem pedi licença para nenhum dos fotografados, roubei-a simplesmente do album do orkut da minha filha. Adoro isso, agora podemos ter fotos de todas as pessoas que quisermos, basta que compartilhem seus momentos magicos, para que façamos cópias... Mas esse é assunto para outra hora.
Bjus.
terça-feira, abril 05, 2011

Eu acima do peso? abaixo? aiaiai...

Esse dilema acompanha as mulheres. Elas são ansiosas em relação ao seu peso. Vivem quebrando as regras, mais elementares, de uma perfeita dieta e fazem aquela carinha de: - "amanhã eu como só bolachas de água e sal" .
Acho que na hora de receber "satisfação corporal", a maioria das mulheres, passaram longe. Provavelmente estavam indo e vindo na fila da "beleza". Esqueceram disso e a instisfação corporal, sobrepujou a beleza. De nada valeu as intermináveis filas.
Será que um dia ela chegará ao corpo imaginado? Horas se sente gorda demais, horas magra em demasia. Com excesso de seio, sem seio algum. Precisando esticar aqui, cortar ali, botar cá.
Que dificuldade passa a pobre e abnegada mulher.
Acho que o céu poderia dar uma maozinha, mandar as proximas levas de mulheres, com direito a uma recauchutagem ao menos uma vez em sua vida. Elas decidirão quando usar.
Nem sei se é uma boa ideia, pois com certeza elas gastariam assim que assimilassem seus corpos. Eita sorte danada.
Bjus e a gente se vê.
domingo, abril 03, 2011

CONTEMPLO O LAGO MUDO

 Esse maravilhoso comentário poético foi postado abaixo da foto, lá de baixo, em meu album do orkut. Eu a nomeei simplesmente "Contemplação" e minha amiga querida deu-lhe sobrenome e cadência.

Valeu Carmem Freire, e venha dividir conosco sua elegante prosa e seus versos.
Bjus





Contemplo o lago mudo


Que uma brisa estremece.


Não sei se penso em tudo


Ou se tudo me esquece.


O lago nada me diz,


Não sinto a brisa mexê-lo


Não sei se sou feliz


Nem se desejo sê-lo.


Trêmulos vincos risonhos


Na água adormecida.


Por que fiz eu dos sonhos


A minha única vida?



Contemplação

 Fernando Pessoa, in "Cancioneiro
sexta-feira, abril 01, 2011

PASSA UMA BORBOLETA

Passa uma borboleta por diante de mim

E pela primeira vez no Universo eu reparo

Que as borboletas não têm cor nem movimento,

Assim como as flores não têm perfume nem cor.

A cor é que tem cor nas asas da borboleta,

No movimento da borboleta o movimento é que se move,

O perfume é que tem perfume no perfume da flor.

A borboleta é apenas borboleta

E a flor é apenas flor.

(do "Guardador de Rebanhos" - Alberto Caeiro)
Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

Total de visualizações

About Me

Minha foto
Mulheres em Trânsito
Sou alguem que aprendeu enfim a penetrar na profundidade do meu eu. Tenho descoberto diversos tesouros escondidos Coisas que quis ser e não fui. Como ainda respiro, provando estar viva, vou ser o que quero ser. Não sei se isso explica quem sou eu. Pois nem que eu usasse os 1200 caracteres permitidos, conseguiria dizer quem sou eu. Sou criança ainda estou aprendendo.
Visualizar meu perfil completo

Minha lista de blogs

Seguidores