A BUSCA DO EU



DSCN2418

Resolvi passear pelos muitos diários, pois quero conhecer melhor a pessoa que ali escreveu. Sei que vou deparar-me com mulheres que eu não ousaria supor morasse dentro de mim. Eu poderia ter feito um único diário, e ter ido com ele até os dias atuais, porem, senti necessidade de abrir um para cada determinado assunto, ou momento vivido. E se tornaram tantos que resolvi abrir, mais um, só para tentar socar todos dentro, ou melhor, guardar aquilo que pudesse ter valia mais tarde. E assim nasceu “A Busca do Eu”.
Um amigo tomando conhecimento do meu projeto resolveu abrir um site para essa finalidade, (na pagina 82 apresentei o assunto), só que depois de raciocinar bem, acabei optando por postar tudo aqui mesmo no blog “mulheres em transito”. Assim não haverá grandes mudanças em minha rotina diária, já costumo escrever para essa página e me sinto totalmente em casa.
Vou apenas repaginar, para iniciar o novo ciclo e acrescentarei o subtítulo “A Busca do Eu”.
Há alguns anos tenho escrito diários, e mais a frente citarei quantos são. Foram gastas muitas horas, em seu feitio, alguns assuntos foram abordados, enquanto acontecia, por isso mesmo é possível sentir até o clima no ar. Alguns assuntos foram abordados com a única intenção de me dar animo e me encorajar a não perder a fé, e deram resultados, pois chego aos dias atuais como uma nova criatura.
Antes da travessia para determinados acontecimentos importantes, eu criava em letras, e elas se transformavam em maquetes, era muito mais fácil avaliar algumas situações tendo-as em mãos. Isso me trazia calma e estabilidade. Como se eu olhasse de fora, ou de cima a situação. Não raras vezes encontrei a resposta enquanto escrevia. Alguns escritos depois que os exprimi, serviram-me de mapa, pois me indicaram a direção.
Aprendi enquanto escrevia. E aprendi mais, do que aprendera durante todos esses anos de minha vida, isso eu posso garantir. Quero aproveitar e garantir a eficácia dos diários, e ouso até dizer: - eles podem nos curar.
Iniciei falando de várias mulheres morando em mim, e quero explicar que, morar, foi outra tática curativa que desenvolvi. Pode até parecer coisa de pessoa sofrendo de múltiplas personalidades, mas é mais simples que isso. Separei os diários como se fossem cômodos em minha casa interior. Coloquei muitos quartos, e diversas salas. Em cada área dessas peças da casa, coloquei jardins separando-os uns dos outros. Até as peças decorativas dependem do meu humor, ou comentário daquele dia. Cada salão, portanto, é como se fosse um compartimento secreto, onde repouso o sentimento do momento.
Com esse novíssimo diário aqui, já que nessas alturas já foi remodelado, pois meu amigo Neto, Web Designer dos bons virá amanhã, e como estou escrevendo, como quem já vai postar isso é um sinal de que já foi mudado seu perfil. E eu ainda nem vi... Assim é o mistério da escrita, parece até magia, pois você do outro lado já conhece.
Caros amigos leitores (sempre quis dizer isso), (acho o maior charme), pois então nesse momento transformo essa sala de visita e extensão da minha casa. Coloco um jardim, pois toda casa que se presta deve ter um jardim secreto, e assim depositarei o meu eu por aqui. Espero que isso me sirva para arejar de vez minha casa interior. E já que estou na fase de esperar, aproveito e espero que muitos amigos experimentem o que sinto hoje. Eu dou o nome de Paz, e ela surgiu após a minha invenção de diários. Quem sabe não publiquemos livros diários. Decida-se a escrever diários e depois compartilhe comigo o resultado da sua cura.
Responderei perguntas e comentários, só não responderei a grosserias e baixo nível, por questão de princípios.
Quero deixar um penúltimo aviso: Não tenho um revisor, e embora me esforce ao máximo, cometo muitos erros de pontuação, concordância pronominal, e diz meu irmão que talvez se deva a influência do Sul em fazer uso da segunda pessoa, seja como for adianto o pedido de desculpas.
Bom dia a todos
Sejam bem vindos e podem entrar...

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

Total de visualizações

About Me

Minha foto
Mulheres em Trânsito
Sou alguem que aprendeu enfim a penetrar na profundidade do meu eu. Tenho descoberto diversos tesouros escondidos Coisas que quis ser e não fui. Como ainda respiro, provando estar viva, vou ser o que quero ser. Não sei se isso explica quem sou eu. Pois nem que eu usasse os 1200 caracteres permitidos, conseguiria dizer quem sou eu. Sou criança ainda estou aprendendo.
Visualizar meu perfil completo

Minha lista de blogs

Seguidores