domingo, maio 23, 2010

Que pena quando a separaçao é por motivos banais

Ainda bem que tenho amigos dos dois sexos e até do terceiro, assim ouço e consigo enxergar pontos de vista diferentes. Ouvia um amigo que se separou de sua esposa, contar-me os motivos da separação. Conheço bem os dois, e toda vez que sabemos que amigos se separaram, dá até um aperto na gente. Imediatamente não sabemos como proceder, não podemos mais elogiar um para o outro e, Deus me livre e guarde, de apontarmos algum defeito. O melhor mesmo é manter a boca fechada. Bom isso serve para tudo mesmo, quando envolve terceira pessoa. Tudo isso eu disse, para evitar falar o nome do amigo e assim minha amiga, quem sabe, se cair isso em suas mãos e ler, não saber que é deles que me refiro. (a tal da boca fechada). O motivo principal foi esse:
Ele trabalha o dia todo e acaba almoçando fora todos os dias. Como seu cargo é de grande responsabilidade ele precisa ficar até mais tarde muitos dias da semana. Seu cargo por ser de confiança exige que ele viaje muito. Assim hoje ele está aqui e a noite já pode estar dormindo na Argentina, ou em São Paulo, ou em outro estado. Devo dizer a seu favor, que ele é um jovem executivo muito competente. Conheço-o do tempo da faculdade, pois eu estudei muito tarde, ele estava na idade certa.
O casamento dos dois estava tão bonito, embora tenha notado que ela determinava funções para que ele desempenhasse em casa, nas horas de sua folga. Ela parecia não ter tido tempo o dia todo, e ela não havia conseguido emprego na época a que me refiro. Parece que o dia era pequeno para que ela conseguisse deixar o apartamento em ordem e o jantar pronto. Ou uma tarefa estava feita, ou a outra, nunca as duas. Desta forma ele precisava ajuda-la quando chegava a sua casa. Os finais de semana eram inapropriados para visita, pois era dia em que os dois faziam uma faxina geral no minúsculo apartamento.
Presenciei o rosto de desanimo dele, com o passar dos meses. Em questão de um ano, havia desanimo nos dois. Um dia tentei entrar nesse assunto com ela, pois ela é bem mais jovem, e me sinto como se sua mãe fosse. Ela estava amarga e não quis ouvir-me, como se o que eu tentasse lhe mostrar fosse algo de uma velha Amélia. De uma mulher que não sabia quais eram os seus direitos. Que ainda achava que o homem era o provedor e a mulher a domestica. Olha que ela é bem inteligente e como me considero inteligente também, fiz de conta que ela estava certa. Que a mulher tem que colocar mesmo o homem para ajudar, independente de seu cansaço, pois quem vai pensar no dela?
E não sei se fui omissa demais, mas ao perceber que algo tão idiota quanto este, acabou com um amor que começou tão lindo, que os levou ao altar e que eu fui até madrinha.
Aquele que está em casa, e seja o homem ou a mulher, devem fazer como fazem os casais que moram no exterior, devem ser o responsável pela tarefa diária. Enquanto um cuida do monetário o outro cuida da comodidade daquele que voltara para casa. Depois de ficar o dia todo fora, e ter sonhado estirar os pés descalços no sofá. Sem ter que se preocupar, com as tarefas que o aguardam ainda. E veja bem, não importa aqui se é a mulher ou o homem. Quando os dois trabalham fora, daí com certeza é obrigatório, nem precisa falar, basta ter o mínimo de bom senso pra saber que aos dois cabe a limpeza e a harmonia do lar.
E olha que falei tudo isso pra minha tola e teimosa amiga, e ela pensou que eu estava sendo machista e ela era feminista. Ela estava acabando com o amor, sufocando-o em suas convicções burras. E depois que o ouvi e não lhe disse que tinha razão, o faço agora. Quanto a ela, me telefonou e me disse que eu estava certa, quando tentei orientá-la.
Minha pergunta é: - de que adianta estar certa agora?

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.

Postagens populares

Total de visualizações

About Me

Minha foto
Mulheres em Trânsito
Sou alguem que aprendeu enfim a penetrar na profundidade do meu eu. Tenho descoberto diversos tesouros escondidos Coisas que quis ser e não fui. Como ainda respiro, provando estar viva, vou ser o que quero ser. Não sei se isso explica quem sou eu. Pois nem que eu usasse os 1200 caracteres permitidos, conseguiria dizer quem sou eu. Sou criança ainda estou aprendendo.
Visualizar meu perfil completo

Minha lista de blogs

Seguidores